Que tal ir para Águas mais Profundas?

Que tal ir para Águas mais Profundas?

Imagine você, um profissional muito experiente que conhece muito bem os seus clientes e o mercado que atua. Mas surpreendentemente está tendo um mês péssimo. Quantas vezes já não passamos por isso não é mesmo? 

Você sai todo santo dia pra visitar clientes, liga para uma dezenas deles, e nada! 

Não é um problema com a concorrência, nem com o seu produto ou serviço que você presta, nem mesmo com seu público ou com o seu preço. 

Você simplesmente não está conseguindo colher o que está plantando. 

Agora pense, já exausto, cansado, desacreditado de si mesmo após mais um dia super cansativo e com zero resultados, você está chegando em casa quando aparece uma pessoa que você conheceu a pouco tempo, do outro lado da na rua dá um grito: “Ei, faça mais uma ligação, ligue para aquele cliente que nunca te atende”

Oi? Uma pessoa que nem é desse mercado sugerindo isso? Agora? A essa hora? Depois de tudo que fiz neste mês? Será que ele está louco? 

Bem, algo parecido com isso aconteceu com o Apóstolo Pedro. Ele e seus colegas eram pescadores profissionais. Mas passaram uma noite inteira tentando conseguir peixes e não pescaram absolutamente nada. 

Quando já estava amanhecendo, Pedro voltando exalto para a margem, Jesus na beira do lago disse: “Leve o barco para onde as águas são mais profundas. E então joguem as redes para pescar”. Pedro respondeu o que qualquer um de nós falaria, e eu acredito que foi bem educado pelas circunstâncias, o cansaço e estado mental que estava, ele disse: “Nós trabalhamos a noite toda e não pescamos nada”. 

Porem, completou com o que poucos de nós teríamos coragem de falar:

“Mestre, já que o senhor está mandando jogar as redes, EU VOU OBEDECER”. 

Essa história termina com barcos abarrotados de peixes. Mas isso não é o que mais me impressiona. E sim a Atitude de Pedro. Me alegra o fato de que Pedro teve uma experiência milagrosamente divina em seu trabalho. Ele viu com seus próprios olhos que o seu sustento vem de Deus, e não apenas das suas habilidades e competências como pescador. É claro, Pedro tinha todos os recursos, ele estava no rio, o barco, as redes, tudo estava lá, mas mesmo assim não teve resultado.

Quem é que já não passou ou está passando por uma situação desafiadora em seu trabalho? 

E ai que vem o convite dessa reflexão: Saber lançar as redes é importante, mas ter fé, ousadia para ir a águas mais profundas e obedecer a Deus é mais importante ainda. 

Eu acredito que essa foi uma lição que Pedro jamais esqueceu. 

Para viver o Milagre é preciso fazer a sua parte, jogue as suas redes, dê o seu melhor e tenha fé

Quem sabe Jesus hoje não está te convidando a ter uma relação mais profunda de fé e confiança com ele no seu trabalho também?

Pense nisso.

Um forte abraço!

Sobre o Autor

Rafael Mantuan
Rafael Mantuan

Planejador Financeiro Pessoal e Coach. Fundador do Instituto Sucesso e Gerente Geral

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *